Escolha uma Página
O assassino do lago (final)

O assassino do lago (final)

Milhares de veículos com aquelas iniciais. Demoraria séculos relacionando os proprietários. E aquela pilha de papéis na mesa me tirava do sério. Sai sufocado da delegacia, fui respirar e tomar um café. O bar de Dionísio já não era esses botecos chinfrins; depois de...

O assassino do lago (I)

O assassino do lago (I)

Simone lia atentamente uma notícia no jornal, um tanto estranho para adolescentes. Geralmente não desgrudavam os olhos dos celulares. Senti orgulho vendo a cena. “Pai quando será que vocês irão encontrar essa moça desaparecida?” A pergunta me embrulhou o estômago. Ela...

Corpos no lago

Corpos no lago

Não conheço ninguém que ainda use rádio relógio como despertador. Dizem que o celular substitui. Mesmo assim, preservo o meu no criado mudo, a cor vermelha do visor ajuda a identificar logo a hora. Três e dois. Madrugada. Coloco os pés no chão frio, recuo como se fora...

Liberdade condicional

Liberdade condicional

O dia da libertação. Seria um dolo pensar que alguém teria um privilégio desses: liberdade. Liberdade incide diretamente em decisão, que nos remete a livre-arbítrio, e essa capacidade por sua vez, faz parte apenas dos argumentos religiosos. Desconfio até que nos...

O tempo é relativo

O tempo é relativo

Sempre ouvi meus amigos mais cultos falarem “o tempo é relativo”. Para não me mostrar ignorante, concordava. Mas, confesso que nunca soube ao certo o significado real disso, porque são coisas pouco alcançáveis para mim: tempo e relativismo. Hoje me ocorreu um insight...

Drummond?????

Drummond?????

- Que porra é essa Drummond, tão usando tuas poesias como papel de carta? *** - Reage Drummond! Não fica ai calado! Tão fodendo tua obra! Virou arquivo de power point para dar bom dia, tu vais deixar? *** - No teu Enleio não ensina nada dessa porra, eu li! *** - E...