Escolha uma Página

Resenhas do Netflix nunca foram tão esclarecedoras. Em primeiro lugar, soubemos que a ex-presidenta assisti o canal streaming. Porém, suas críticas a uma das séries da tal empresa não foram tão boas. De qualquer forma, despertou em mim curiosidade de saber alguns detalhes:

1 – Será que ela assistiu num smartphone?

2 – Suas resenhas do Netflix foram tão rápidas, por isto me perguntei “Ela sentou-se no sofá e assistiu freneticamente todos os capítulos, como uma fã assídua dos programas do canal?”.

3 – Considerando que ela tenha assistido numa TV Smart, é possível que tenha comido pipocas enquanto se indignava pela versão dramática de parte recente da história do país?

4 –  Ao final da série, a telespectadora deu um “Like” ou “Deslike”?

5 – Ela se controlou para não dá spolier?

6 – Será que ela postará novas resenhas do Netflix?

O que acontece hoje com as resenhas do Netflix?

 

As resenhas do Netflix ficaram muito comum. Qualquer jovem com certa alfabetização, nem precisa ser muita, consegue escrever suas considerações sobre séries e filmes vinculados no canal streaming. Gostaria de ter essa habilidade. O máximo que consigo escrever aos amigos é “muito boa”, “assistam”, “você não conseguirá parar de assistir”.

As resenhas do Netflix da ex-governante, empatou com as declarações do filho do candidato a governante (clique aqui para entender). O que me leva a entender que o tal canal é foda! Mexe com o passado e o futuro. E pena não conseguir compreender a palavra resiliência, gostaria de entender seu verdadeiro sentido.

As minhas orações para as resenhas do Netflix

 

Rezo para que os críticos de cinema ou séries retomem seus postos urgente. Lembro-me como era legal, folear uma revista, ou ir direto no caderno de cultura dos jornais e revistas para ler uma boa resenha sobre o assunto. As resenhas do Netflix estão tão longe de explicar sobre o real sentido, ou as pessoas não entendem mais nada, e só falam bobagens. Vai saber. Só na segunda temporada, talvez.

Imagem: Tina Rataj-Berard via Unsplash

Texto: Tarcísio Oliveira

Comentários

comentários